11/21/2017

Future Man [FS]

A história dessa série gira ao redor de Josh Futturman, um grande jogador de vídeo game que, por conta de suas habilidades, é convocado para ajudar em uma luta contra uma raça espacial que quer extinguir a humanidade. São 13 episódios, todos já disponíveis na plataforma do Hulu. 

Essa temática não é nova. Foi vista em Ender's Game e, de forma cômica, em Pixels. Vejo este último na Tv sempre que está passando. É nostálgico, embora nunca tenha sido um craque do fliperama, e divertido. Acho difícil não simpatizar com a turma de perdedores que salva o mundo porque era boa em videogames antigos. 


Vários atores famosos, mas zero vontade de continuar vendo. Passo.

No Banco de Séries - Future Man
Status: Sem grade pra você. 
Próxima: Marvel's Runaways

11/20/2017

No Activity [FS]

Nesta série, os personagens são apresentados em duplas: policiais, criminosos, trabalhadores... Além disso, outra coisa em comum: não tem nada acontecendo. Talvez daí saia o nome da série... 



Os diálogos são ruins, os personagens ainda piores. Zero vontade de continuar vendo. Tantas possibilidades jogadas fora... Uma pena. 


No Banco de Séries - No Activity.
Status: Sem grade pra você. 
Próxima:  Future Man

11/18/2017

Marvel's The Punisher [FS]

Após estrear e fazer sucesso na 2@ temporada de Demolidor, o Justiçeiro ganhou sua série própria. O personagem, muito violento nos quadrinhos [ninguém o quer do seu lado na primeira Guerra Civil] vem com uma história de origem que promete chocar e levantar o debate sobre o comércio de armas nos Estados Unidos. 

O contexto para o debate não pode ser mais propício. Houve inúmeros acontecimentos envolvendo o uso de armas naquele país. Muitos acreditam ser a hora de rever o direito, dado pela 2@ emenda. Os políticos argumentam que esse não é o problema. Morando no Brasil, onde existe o Estatuto do Desarmamento, acredito que esse debate deve ser feito por todos, embora, aqui, o buraco seja bem mais embaixo...



O Justiceiro nunca foi um dos meus personagens favoritos da Marvel. Julgo errados os seus métodos. Só tive contato com ele durante a Guerra Civil I e na 2@ temporada de Demolidor. A série só confirmou o que eu já achava: não consigo ter apreço pelo personagem ou pelos seus secundários. Achei desnecessário o personagem ser tratado como é, mas não consigo justificar a sua violência.

Houve um tempo em que eu curtiria esse tipo de história. Hoje, entretanto, já não mais. A aqueles que ficam, deixo meu desejo que curtam. Ao personagem, que consiga instigar a discussão e seu objetivo de questionar o mercado de armas. Eu fico por aqui.

No Banco de Séries - Marvel's The Punisher.
Status: Sem grade pra você. 
Próxima:  No Activity.

11/17/2017

Damnation [FS]

Esta série fala de um padre em uma pequena cidade, cujo objetivo é fazer uma revolução dos trabalhadores. Nessa missão, ele encontra alguém do seu passado com quem tem memórias bastante sangrentas. 



Não é de hoje que há padres tentando influenciar a sociedade em que vivem. Através da história, há inúmeros exemplos, independente da religião, em que homens de fé organizam movimentos sociais. Muitos usam isso como forma de poder enquanto outros querem lutar por algo que consideram justo. Não me cabe julgar quem fez o que [consulte o prof. de História mais próximo para julgamentos]. Aqui, buscamos apenas avaliar séries. 

O clima é bem jogo de xadrez. O padre tenta por as pessoas da cidade contra o banqueiro da cidade. Este contrata um pistoleiro para garantir que a greve dos fazendeiros em busca de preços melhores acabe. Quando a disputa vem pra ficar entre o Padre e o Pistoleiro, a violência começa a correr solta. Claro que as pessoas começam a se matar bem antes. 

Se você curte séries com bastante violência e clima de faroeste, encontrou.  

No Banco de Séries - Damnation
Status: Sem grade pra você. 
Próxima: Marvel's The Punisher.

11/14/2017

Jean-Claude Van Johnson [FS]

Jean-Claude Van Dame interpretando Jean-Claude Van Dame em mais um dos seus inúmeros e enfadonhos papéis em filmes de ação e um interesse romântico ainda pior. 


Não, obrigado.




No Banco de Séries - Jean-Claude Van Johnson
Status: Sem grade pra você. 
Próxima: Damnation.

11/13/2017

Sick Note [FS]

Daniel Glass é um mentiroso compulsivo. Quando é diagnosticado com câncer, as pessoas ao seu redor começam a lhe tratar bem melhor. O diagnóstico, entretanto, é enganoso. Para manter-se em sua nova vida, Glass se alia ao Dr Glennies, o pior oncologista possível. 

A comédia britânica é excelente. Nesta série, temos um dos seus pilares [Nick Frost] e Rupert Grint, que começou fazendo comédia com Snatch, cuja primeira temporada merece ser vista. É algo que promete. 


Agora vamos aos problemas: o piloto, de 40 min, é logo demais. Certo que mentir compulsivamente é um problema. Segurar uma mentira para se beneficiar dela é errado e, colocar o médico no meio da confusão, só piora a situação consideravelmente. 

Jogar a notícia da negativa no meio do piloto também foi bem pouco climático. Talvez, se fosse o gancho para o próximo episódio, a minha curiosidade para ver o próximo episódio fosse maior. Houve momentos cômicos, claro, mas não muda em nada o fato dele estar mentindo sobre algo bem grande a um número substancial de pessoas.  Além disso, há o quase suicídio do Dr e esperava uma reação maior da sua esposa. Mas não é a única coisa errada, uma vez que cada um possui sua própria conta de culpa no cartório, em uma espiral que só se prolonga.  

Vou ver o próximo episódio para chegar a uma conclusão.

No Banco de Séries - Sick Note
Status: Vou ver mais um pra decidir. 
Próxima: Jean-Claude Van Johnson